fbpx

Produtos Nacionais: uma forma de aumentar o lucro?

Por Gabriel Otto –

Uma preocupação na economia para todos os países é manter a balança comercial em superávit. Ou seja, exportar mais do que importar. O Brasil encontra-se em um cenário favorável neste sentido: nos quatro primeiros meses do ano de 2017, obtivemos um superávit de US$ 21,38 bilhões. O maior valor desde 1989, segundo dados do  Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Este resultado se deve em parte ao aumento do preço em alguns produtos exportados e à desvalorização do real, que dificulta as importações e fortalece as vendas dos produtos nacionais.

Entretanto, quando comparados os US$68,2 bilhões exportados pelo Brasil no ano de 2017, até o mês de abril, com a exportação de US$108,3 bilhões da Rússia ou com os US$100,5 bilhões exportados pela Índia, ambos considerando o mesmo período (dados do Trading Economics), que são outros dois países também pertencentes ao grupo BRICS, é notável o quanto as exportações brasileiras têm potencial de crescimento.

Além das exportações, outra possibilidade com grande potencial para os produtos brasileiros é o próprio mercado interno. O Brasil conta com um grande mercado consumidor que ainda não é totalmente atendido pelo mercado nacional. Cada vez mais aumenta a confiança dos consumidores brasileiros em relação aos produtos aqui produzidos e, consequentemente, a preferência por tais produtos.

 

Tipos de produtos exportados X importados

Apesar de ao longo do tempo a balança comercial brasileira ter tendido para a situação favorável, os tipos de produtos exportados não tiveram tanta variação. A maioria dos produtos que nós exportamos são matérias primas. A exemplo da soja, que representa 15% do valor de todas as exportações brasileiras de janeiro a maio de 2017. Por outro lado, os produtos importados pelo Brasil são, em sua maioria, produtos com alto valor tecnológico agregado.

Isso causa uma situação em que nós exportamos matéria prima. Essa é processada em outros países dando origem a produtos que, por sua vez, são importados por nós. Dessa forma, este ciclo não é favorável ao Brasil, visto que o valor comercial da matéria prima é baixo comparado aos produtos finais.

 

 

Produtos nacionais desenvolvem o país

O fortalecimento dos produtos nacionais traz diversos benefícios ao país. Um deles é o avanço tecnológico. Para que possamos passar do estágio de exportar matéria prima e importar o produto final, é necessário um investimento em tecnologia. Assim, o país  estaria em uma posição de destaque no cenário global. Isso não é uma situação que se reverte no curto prazo, mas a longo prazo é esperado que haja um aumento na competitividade dos produtos nacionais, aliada ao desenvolvimento da tecnologia brasileira.

Além disso, há um ganho em empregabilidade. Com o aumento da produção nacional, é exigido maior emprego de mão de obra tanto na produção quanto no desenvolvimento das novas tecnologias. Portanto, junto ao aumento da produção há uma geração de empregos em cascata que gera efeitos em diversos setores do mercado.

Imagem relacionada

 

Mercado nacional: uma grande oportunidade

A produção brasileira encontra uma grande oportunidade no mercado interno. Uma vez que dispomos de 200 milhões de habitantes e do 9º maior PIB do mundo. Sendo assim, o Brasil possui um vasto mercado interno interno, o que é uma grande oportunidade a ser explorada.

Produtos de qualidade e serviços que satisfaçam os clientes sempre terão lugar na economia brasileira. Isso, especialmente em momentos em que as importações são dificultadas. Seja pela desvalorização da moeda nacional ou pela tributação sobre produtos estrangeiros.

Por fim, é preciso sempre lembrar que investir em produto nacional não é apenas um meio para aumentar os lucros. É também uma oportunidade de desenvolver o país e contribuir para a sociedade brasileira.

Tem vontade de aumentar a sua receita e contribuir para o país? Veja nos textos a seguir algumas formas de começar!

Quer montar uma indústria? Veja os principais erros e como evitá-los. 

3 passos para lançar um novo produto no mercado

Conheça 5 vantagens ao se arriscar no lançamento de novos produtos 

Conheça também o Projeto Cera de Carnaúba, em que ajudamos o cliente a realizar seu sonho: desenvolver um produto nacional.

Classifique este post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.