fbpx

Saiba Como As Empresas Conseguem Lucrar Com Seus Resíduos

times square - lucra resíduos

Após um crescente desenvolvimento industrial e comercial, houve um consequente aumento da produção industrial e, dessa forma, uma maior geração de resíduos. A partir disso, os impactos negativos no meio ambiente levaram a criação de Leis Regulamentadoras, visando o controle, gestão e manejo dos resíduos. Entretanto, muito além de um cumprimento de legislação e responsabilidade ambiental, o gerenciamento pode fazer sua empresa lucrar com seus resíduos.

ENTENDENDO A LEI

icone_legislacaoSegundo a Lei n° 12.305/2010, está instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, na qual as empresas estão sujeitas à elaboração de Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Nesse plano, está previsto que os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem resíduos perigosos ou empresas que gerem resíduos que, mesmo não sendo perigosos, por sua natureza, composição ou volume, não se comparem aos resíduos domiciliares.

Entende-se, então, que essa Lei tem como objetivo o controle dos resíduos e até mesmo a redução da produção destes. Nesse sentido, essa regulamentação prevê:

  • A proteção da saúde pública e da qualidade ambiental; 
  • A redução, reciclagem e reutilização de resíduos; 
  • Os estímulos à adoção de padrões sustentáveis de produção e consumo; o desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias limpas;
  • O incentivo à indústria de reciclagem.

É importante ressaltar que o não cumprimento dessa Lei engloba punições previstas pela Lei de Crimes Ambientais, variando de multas até mesmo reclusão e detenção. Com relação às multas, para pessoas físicas variam de R$ 50,00 a R$ 500,00 e para pessoas jurídicas variam de R$ 500,00 a R$ 2.000.000,00. Dessa forma, é imprescindível atentar-se a sua gestão de resíduos e entender a melhor forma de lidar com estes, se adequando segundo a legislação.

MAS O QUE AS EMPRESAS FAZEM PARA LUCRAR COM OS RESÍDUOS?

A redução dos impactos ambientais e reutilização dos restos de resíduos da produção industrial viraram tendência, mobilizando, principalmente, seus consumidores. Então, as empresas perceberam o quanto o lixo pode ser valioso.

Assim, para cumprir as leis e se adequar a nova tecnologia verde, as empresas resolveram enfrentar o desafio de lidar com seus resíduos. Elas chegaram à conclusão de que a melhor forma seria transformar esses resíduos para lucrar ou diminuir de seus gastos, demonstrando uma excelente oportunidade de bons negócios.

MC DONALDS: ÓLEO COMO RESÍDUO, ENTENDA COMO LUCRAR

A empresa possui uma ideia com relação a reutilização do óleo, que é um material utilizado para fritar as batatas fritas oferecidas. Em parceria com a Empresa Martin-Brower, a McDonald’s desenvolveu um método focado em sustentabilidade para regularizar o descarte desse óleo.

Assim, os caminhões que levam os alimentos para as filiais dessa empresa recolhem o óleo restante, e realiza-se a sua análise. Posteriormente, em uma usina, ele se transforma em biocombustível, abastecendo os próprios caminhões da Mc Donald’s. Esses caminhões já rodaram mais de 5 milhões de quilômetros utilizando o biodiesel produzido a partir dos óleos. Nesse sentido, diminuíram seus gastos com a compra de combustíveis, o que permite lucrar mais na produção, através dos resíduos.

HP

A empresa HP criou um programa, conhecido como HP Planet Partnes Brasil, com o intuito de agendar uma data com o cliente para que ele possa retornar com os cartuchos e tornes utilizados

A partir disso, acontece o processamento e reutilização desses resíduos para a produção de produtos da marca, podendo ser peças para novas impressoras e, até mesmo, novos cartuchos.

NATURA: LUCRAR AO REUTILIZAR OS RESÍDUOS, NO CASO, EMBALAGENS

A empresa é um exemplo de reconhecimento por produtos que se importam com o Ecodesing, que é o desenvolvimento de produtos, execução de serviços e processos que reduzem o uso de recursos não renováveis, sem aumentar o custo ou diminuir a qualidade do produto. 

Assim, a Natura criou um programa de reutilização de resíduos, de forma que a própria empresa recolhe as embalagens e materiais de divulgação. Depois, os resíduos recolhidos passam por um processamento, onde são reciclados e reutilizados. 

O fato de a própria Natura realizar todo esse processo resulta em um menor gasto, por não precisar da contratação de outra empresa.

PHILIPS

A Philips desenvolveu um programa de redução do descarte inadequado de lixo eletrônico. Com essa ideia, a empresa espalhou postos de coleta credenciados pelo Brasil. Após o recolhimento dos resíduos, eles passam por uma análise e seleção de peças que podem ser reutilizadas. 

MB ENGENHARIA

A MB Engenharia recolhe carcaças de lubrificantes que viram entulho após o consumo. Depois, essas garrafas de plástico que acondicionam óleo são direcionadas aos grandes distribuidores de combustíveis. 

Assim, o óleo vai para as refinarias, de forma que o óleo, com a adição de alguns aditivos, pode ser consumido novamente. Já as garrafas plásticas são utilizadas pelas empresas para a produção de novos produtos, principalmente por ser muito resistente ao tempo e às mudanças climáticas.

ALÉM DE LUCRAR, PREOCUPE-SE COM A GESTÃO DE SEUS RESÍDUOS

planeta com uma planta nascendoPercebe-se que uma boa e planejada gestão de resíduos podem gerar lucro, além de estarem cumprindo as leis ambientais e se beneficiando da chamada “onda verde”. É imprescindível, então, que toda empresa, em situação legal, apresente um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Nesse documento, são identificados e quantificados os resíduos sólidos gerados pela empresa, com a indicação correta da forma de manejo, tratamento, transporte, reciclagem e destinação.

Vale ressaltar, novamente, que a presença desse Plano não engloba apenas a necessidade de se adequar às leis ambientalistas. Antes de lucrar com os resíduos, essa preocupação com o meio ambiente também é um fator crucial na hora de um consumidor escolher a sua marca.

Para entender mais, você pode baixar nosso e-book gratuito.

Nathália Tavares

Classifique este post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *