fbpx

Quais são os temperos mais utilizados na culinária brasileira?

Temperos
Por Vinícius Azevedo –
A culinária brasileira é marcada pelo seus sabores únicos. Em virtude de tais sabores, vemos o emprego de uma extensa variedade de temperos que acrescentam riqueza e requinte aos pratos. Além disso, tais especiarias podem trazer benefícios à saúde devido aos seus nutrientes e ajudar na conservação dos alimentos. É só chegar em um supermercado para ver a infinidade de temperos à disposição. Frequentemente veremos ervas, grãos, especiarias, e cada um pode ser utilizado de diversas formas e combinações para dar sabor, aroma e vida à comida. Em adição – a correta utilização de temperos permite uma composição e harmonização dos pratos com as bebidas, como vinhos, sucos e diferentes cervejas, por exemplo, o que realça o paladar. Devido a essa grande variedade, pode ser difícil para o empreendedor que quer montar sua própria fábrica de temperos selecionar aqueles que venderá para o mercado, possibilitando uma nova gama de sabores para a cozinha brasileira. Sendo assim, para te auxiliar no desenvolvimento do seu produto, montamos uma lista com os temperos mais utilizados na culinária brasileira. Descubra:

Orégano

Embora seja popularmente conhecido por seu uso em molhos para massas, o orégano também combina muito bem com carnes e legumes. É mais usado na forma seca.

Pimenta do reino

A pimenta do reino é utilizada desde os tempos mais antigos, dando um sabor picante à comida. Além disso, a pimenta ajuda o organismo a absorver nutrientes e também facilita a digestão. O ideal é usá-la em grãos num moedor, para moer na hora em que for usar.

Alho

Muitas vezes, o alho é comercializado junto da cebola. Dessa forma, esse tempero pode ser consumido refogado com outros ingredientes ou frito, ou até como complemento de algumas preparações. Também é indispensável para o preparo do arroz branco. Além disso, o alho também pode ser usado para preparação de um molho para pães ou carnes.

Noz-moscada

Porque possui um sabor adocicado e um aroma bastante forte, a  noz-moscada deve ser ralada no momento do preparo do prato. Vai bem com queijos, abóboras, sopas, espinafres, massas, caldos, molho branco, risotos, pratos indianos etc. Ademais, a noz-moscada dá um sabor único a bebidas, como cappuccino e vinhos.

Manjericão

O manjericão possui um sabor marcante e agradável, o que dá um toque especial ao molho de tomate, no acompanhamento de massas e pizzas. Seu sabor fica mais realçado quando utilizado na forma de folhas frescas.

Alecrim

O alecrim é uma erva aromática de sabor forte que dá um toque especial à carne de porco, aves e peixes. Uma vez que as folhas têm um sabor acentuado, deve-se utilizar o tempero com parcimônia. Pode ser utilizado fresco ou seco.

Folha de louro

A folha do louro não pode faltar no cozimento do feijão e da feijoada. Também combinam com carnes assadas, ensopados, molhos, sopas e legumes cozidos. As folhas são acrescentadas durante o preparo dos pratos, ainda que seja importante retirá-las após a finalização deste.

Páprica

Derivada do pimentão defumado, a páprica pode ser encontrada nas versões doce e picante. Ambas combinam bem com peixes, carnes, batatas, ovos, frutos do mar e ensopados. Ademais, esse ingrediente também serve para colorir molhos, arroz, frango e legumes.

Canela

A canela pode ser encontrada tanto em pó quanto em pedaços maiores. Dessa forma, é utilizada em muitas sobremesas, vinhos, chocolate quente e dá um toque apimentado ao café. Esses são apenas alguns dos mais diversos temperos produzidos e utilizados no Brasil. Sendo assim, há ainda uma infinidade de produtos que ainda podem dominar o mercado num segmento que é indispensável na cozinha de cada brasileiro. Que tal começar sua própria produção de temperos? Entre em contato conosco caso precise de ajuda ou tenha alguma dúvida!
Classifique este post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *