fbpx

Skincare: Conheça os Principais Tipos de Produtos

phaedra-botanicals-IuK3nYWifLU-unsplash

Skincare é um termo que tem ganhado bastante destaque, principalmente nas mídias sociais, como no Instagram e no YouTube. A expressão em inglês significa “cuidados com a pele”, referindo-se a uma rotina diária dessa prática. Os cosméticos de autocuidado com o rosto estão entre os mais procurados no mercado brasileiro, como mostra um estudo da Gente. Sendo assim, destacam-se nas vendas os produtos de limpeza, hidratação e proteção da pele facial.

Em vista disso, cada vez mais pessoas têm aderido ao skincare devido à sua praticidade e constância em gerar resultados aparentes. Quer saber mais sobre estes cosméticos tão promissores? Conheça as tendências e mais detalhes sobre o setor.

Os 3 Pilares do Skincare

O skincare se divide em 3 etapas principais. Logo, cada uma delas cumpre com um objetivo fundamental para um bom resultado final. A união de todas é o que garante a tão desejada pele saudável, hidratada e jovem. Veja abaixo quais são os produtos mais utilizados em cada parte da rotina e suas composições básicas.

Limpeza

O primeiro pilar de um bom skincare é a limpeza da pele. Porém, está enganado quem pensa que limpeza facial se resume a usar sabonetes. Atualmente, existem diversos produtos destinados à limpeza das impurezas que ficam na face, seja o sebo natural, poluição do ambiente, suor ou resquícios de maquiagem. 

O sabonete facial sem dúvidas é o mais conhecido e ele pode ser encontrado em barra, líquido ou até mesmo em loções com micropartículas esfoliantes. Outras formulações feitas para a limpeza têm conquistado mercados, como a água micelar e os lenços umedecidos. Isso acontece porque ambos promovem uma limpeza suave e sem enxágue, tendo uma boa aceitação em peles sensíveis. Além disso, destacam-se pela praticidade.

Os componentes dos sabonetes de limpeza facial são bem variados, cumprindo com objetivos individuais do consumidor. No geral, todos contêm substâncias surfactantes, capazes de interagir com a água e com o óleo, como os sulfatos. Eles são responsáveis pela espuma, promovem a retirada mais eficaz da sujeira impregnada na pele e controlam a oleosidade. Vale ressaltar que outros compostos podem ser adicionados buscando efeitos e soluções específicas, como:

  • Ácido Salicílico: desobstrui os poros e possui ação anti-inflamatória;
  • Lactato de Mentila: ativo dermoenergizante que promove uma sensação de refrescância e estimula a vitalidade;
  • Lauril Sulfato de Sódio (SLS) e de Amônio (ALS): surfactantes mais comuns.

Hidratação

O segundo pilar da rotina de cuidados é a hidratação, responsável por devolver a água à pele, tornando-a mais macia. A hidratação feita corretamente, é capaz de evitar a descamação, coceira, sensibilidade e outros sinais de uma pele ressecada. Os mais comuns são as versões encontradas em loções, cremes e até mesmo séruns. 

limpeza - passo um do skincare

Do hidratante mais espesso ao com textura suave de sérum, o que se difere muda é o potencial de hidratar. Os densos são ideais para peles ressecadas e os hidratantes com texturas leves, para peles mais saudáveis. Logo, há no mercado produtos com potenciais incríveis de hidratação e que se adequam às particularidades do consumidor.

A hidratação facial pode ser realizada por uma grande diversidade de compostos, sendo as substâncias umectantes as mais utilizadas. Isso acontece devido à capacidade de elas interagirem fortemente com a água, retendo-a na pele e evitando perdas excessivas. Apesar da larga utilização destes componentes tradicionais em cremes, o uso de compostos mais sofisticados tem crescido, principalmente em séruns.

Confira os principais hidratantes do mercado atual:

  • Ácido Hialurônico e Colágeno: mantêm a firmeza da pele, evitam a flacidez, além de hidratá-la profundamente. Também possuem alta ação antienvelhecimento e não são rejeitados pelo organismo, pois são produzidos naturalmente no organismo;
  • Vitamina C: revitaliza e impede a perda de água da barreira natural da pele; 
  • Vaselina e Glicerina: são os umectantes mais utilizados.

Proteção

O terceiro pilar importante é a proteção da pele aos raios UVA e UVB provenientes do sol e das luzes artificiais. Atualmente, existem diversos tipos de maquiagens com proteção solar, sendo produtos de destaque por sua praticidade. Apesar da enorme variedade para os amantes de maquiagem, os mais comuns continuam sendo os filtros solares sem cor.

Os protetores se encontram no mercado divididos por fator de proteção e pelo tipo de pele a que se destinam. Para peles oleosas é necessário se atentar a protetores que ofereçam tecnologia de controle da oleosidade. Em compensação, para peles secas pode-se optar por formulações que ofereçam componentes oleosos que garantem melhor fluidez. Por último, deve-se atentar ao fator de proteção, para barrar os raios UVA e UVB devidamente.

Uma pele exposta excessivamente à luz solar está mais sujeita ao envelhecimento precoce, a manchas e até ao câncer. À vista disso, é fundamental avaliar quais compostos oferecem maior proteção contra tais raios. As substâncias mais utilizadas hoje como filtro solar são:

  • Óxidos de Titânio e Zinco: são os mais recomendados e eficazes. Funcionam criando uma camada de partículas minúsculas que refletem os raios UV;
  • Oxibenzona, Octocrileno e Homosalato: absorvem os raios UV e os transformam em menos energéticos. São os mais utilizados atualmente, porém menos eficazes que os óxidos. Para mais, há estudos que os relacionam com algumas disfunções do organismo e alergias.

Entendendo o mercado 

O mercado de produtos de skincare deve chegar a U$196 bilhões até 2024, segundo os relatórios de análise de tendências. Em acompanhamento, o mercado brasileiro é o quarto maior em produtos de beleza e cuidados pessoais segundo o site Forbes. Visto isso, investir na produção de sabonetes, hidratantes e protetores, tende a ser um bom e lucrativo negócio.

Conhecer as etapas de produção dos cosméticos e as boas práticas de fabricação são passos essenciais para entrar neste mercado.

A constante expansão do skincare gera, a cada ano, uma variedade de tecnologias, o que resulta em produtos específicos para cada biotipo cutâneo. Desse modo, o consumo fomenta pesquisas, que geram resultados e produtos inovadores, alimentando o ciclo. Consequentemente, é necessário sempre acompanhar e estar atento às constantes inovações desta área, se deseja manter a sua competitividade no mercado.

Para entender um pouco mais antes de iniciar sua produção baixe aqui um e-book gratuito sobre cosméticos.

 

Por  Adriano Mattar e Ana Rezende

Classifique este post!

1 comentário em “Skincare: Conheça os Principais Tipos de Produtos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *