fbpx

Como Ajudamos Nosso Cliente a Iniciar Sua Produção de Sucos e Polpas

Fruit, drink, grape.

Necessitando de alguns equipamentos, como uma despolpadeira, a produção de sucos e polpas é uma ótima oportunidade para se consolidar uma marca no mercado, tanto no Brasil quanto no exterior. Uma vantagem adicional neste ramo, é que a produção de frutas no país é muito vasta, principalmente na região do Nordeste.

Vendo esta oportunidade, nosso cliente desejava entender, melhor, a viabilidade de sua produção. Além disso, visto a grande variedade de sabores desejados e o pouco conhecimento na área ainda, o Ruberlandio nos procurou para definir qual seria a melhor disposição dos maquinários para sua nova fábrica.

Confira agora um pouco sobre o projeto de produção sucos e polpas feito pela equipe Mult personalizado para Ruberlandio.

1. Sobre o Cliente

O Ruberlandio, nosso cliente, reside no Rio Grande do Norte e, apesar de já ter outras responsabilidades em sua cidade, viu no mercado de sucos e polpas a possibilidade da realização de dois sonhos: o negócio próprio e o bom aproveitamento da disponibilidade de frutas de alta qualidade na sua região.

2. Desafios e Análise Inicial

No entanto, ele percebeu que se fosse prosseguir com a ideia sozinho, sem ajuda especializada na área, demoraria muito tempo para tirar do papel. Durante a utilização das redes sociais, o cliente viu uma publicação da Mult que relatava sobre os métodos de produção de sucos

Com isso, o cliente decidiu entrar em contato conosco, em busca de um projeto personalizado. Um projeto que o auxiliasse no âmbito dos ingredientes a serem utilizados na produção, mas que também o ajudasse nos processos e maquinários necessários. Além de buscar se adequar as normas e auxiliá-lo na formulação layout industrial, entre outros. Ou seja, toda a base para a implementação da fábrica, partindo do zero.

Então, depois do contato inicial, o próximo passo foi entender todos esses pontos que o nosso cliente precisava e de que forma a Mult poderia ajudá-lo.

3. Solucionando o Problema

Assim, começamos o projeto entendendo melhor o mercado de sucos e polpas no país. Fizemos uma análise das marcas nacionais já existentes na área, possibilitando com que direcionássemos, de forma mais assertiva, pesquisas posteriores acerca dos ingredientes, do volume comercializado, do prazo de validade e do preço de venda.

Posteriormente, focamos em estudar as normas, em que toda a legislação envolvida na produção do cliente foi estudada. Assim, teve-se as normas relativas às definições dos produtos, às boas práticas de fabricação, aos aditivos, ao processo produtivo em si e às embalagens. Também elencou-se as instruções de registro, para orientar o cliente na abertura do estabelecimento junto aos órgãos responsáveis.

A partir desses insumos iniciais coletados, foi listado os requisitos mínimos e uma base sólida de informações para:

  • a definição da composição do produto
  • a utilização de possíveis aditivos
  • o estudo do processo produtivo e dos maquinários
  • as sugestões acerca dos métodos de conservação
  • elencar as possíveis embalagens
  • indicar a formulação da disposição produtiva no local fabril
  • definir o preço de venda proposto ao produto final. 

A Composição e as Faixas de Proporção para Sucos e Polpas

Em seguida, estudamos todas as frutas escolhidas pelo cliente e parâmetros importantes para a produção, como a acidez e o rendimento. Além disso, pesquisamos, também, possíveis aditivos, com base nos mais encontrados na pesquisa de mercado e indicados pela bibliografia, e outros componentes, como água, suco de maçã e açúcar, do néctar (classificação escolhida pelo cliente diante da porcentagem de suco de fruta utilizado). No caso dos aditivos, o cliente pediu que focássemos naqueles que não acarretam em malefícios à saúde e que não interferem na qualidade e no sabor do produto. Dessa forma, alinhamos toda a nossa busca com o desejo do Ruberlandio.

Assim, foi possível traçar as faixas de proporção sugeridas para cada um dos componentes, visando dar uma boa orientação para que o cliente pudesse testar as formulações até chegar na mais ideal segundo o que ele imaginava para a sua marca.

Além disso, levantamos alguns fornecedores coerentes com a realidade do Ruberlandio, definindo-se os preços praticados, o frete, o tempo de entrega e o contato de cada um. 

O Processo e os Equipamentos Envolvidos

No próximo passo, buscamos entender o processo produtivo da fábrica. Tanto para a produção de polpas quanto para a produção de néctares. Elencou-se então, todas as etapas que deveriam ser seguidas em um fluxograma ilustrativo: desde o recebimento das matérias-primas até a distribuição do produto final. Atentou-se aos cuidados que deveriam ser tomados em cada parte da produção, fatores como temperatura ou o manejo das frutas, teve seu detalhamento feito com muita cautela para o cliente durante essa seção do projeto. 

maquinario_producao

Feito isso, dimensionamos os equipamentos mais relevantes para a realidade do cliente, seguindo a capacidade produtiva que ele desejava ao abrir a fábrica, na etapa seguinte. Esses maquinários foram orçados com diferentes fornecedores, considerando o preço e a entrega e frete para a cidade do cliente no Rio Grande do Norte.

Como Conservar o Produto da Melhor Forma?

Pensar em métodos de conservação é imprescindível para qualquer produção alimentícia, pois garante que os produtos mantenham a qualidade por mais tempo. Sendo assim, na próxima etapa do projeto esse foi o nosso foco.

Os principais pontos abordados e pesquisados foram o congelamento – principal método de conservação para as polpas -, a pasteurização, a refrigeração, entre outros. Buscando, com isso, as técnicas que melhor atenderiam ao nosso cliente. Inclui-se também nesta etapa, os orçamentos e dimensionamentos dos maquinários usados em tais métodos com direcionamento à realidade do cliente, conforme feito no tópico anterior.

A Embalagem que Carrega o Produto

A função de uma embalagem é garantir a conservação, proteção, transporte e manuseio dos alimentos de forma segura. Diante disso, foi feito, na próxima etapa do projeto, um estudo de embalagem.

Primeiramente, tratamos sobre as embalagens específicas para o acondicionamento das polpas de fruta. Nesta parte, o foco se ateve nas embalagens plásticas, visto que existe uma grande preocupação em relação ao processo de congelamento, e toda a resistência que ele exige, no qual as polpas devem passar obrigatoriamente após envasadas. 

Em um segundo momento, buscamos recipientes nos quais o néctar pode ser envasado. Por exemplo envase em embalagens cartonadas, plásticas ou de vidro

Ao final da etapa, fizemos a conclusão com as indicações finais juntamente com a pesquisa de fornecedores das embalagens recomendadas, seguindo os mesmos critérios citados anteriormente.

O Layout Industrial

O layout industrial é um tipo de organização do espaço que leva em consideração o tamanho dos equipamentos, o espaço necessário para operá-los e corredores para transição da matéria prima. O seu foco principal é a otimização dos processos. Ou seja, ele é embasado pelo conhecimento do processo produtivo das polpas e néctares. No caso desse projeto, respeitando as legislações relacionadas à fabricação desses produtos.

icone_fabrica

O seu estudo, ocorreu durante essa etapa do projeto, consistiu na estruturação do espaço físico, de modo que todo o material desloque-se em fluxo contínuo e que a distribuição dos equipamentos siga uma sequência lógica de produção

Nessa etapa, nos baseamos pelo por dois principais documentos desenvolvidos: o fluxograma com maquinários e o diagrama de processos. A fim de elaborar, ao final, o tipo de layout, mais adequado à realidade do cliente, no programa AutoCAD com as dimensões necessárias.

Os Custos Associados à Produção e a Sugestão de Preço Final

A partir das informações sobre as máquinas, nós realizamos os cálculos dos custos envolvidos na produção tanto dos néctares quanto das polpas. A análise também considerou orçamentos e faixas de proporção dos componentes, para a capacidade produtiva desejada pelo cliente. Por fim, se calculou também os gastos da fábrica com energia elétrica, água e mão de obra

Esses dados foram compilados em uma planilha que foi entregue em anexo ao cliente. Este documento, é mais um instrumento para consulta e reformulação dos cálculos conforme a necessidade de sua produção ao longo do tempo.

Por fim, para propor uma prévia do preço final das polpas e dos néctares específicos de cada fruta, realizou-se a soma de todos os custos apresentados (energia elétrica, abastecimento de água, matéria prima, embalagem e mão de obra) previamente. Foi considerado também, a margem de lucro estudada, também nessa etapa, em referências bibliográficas com foco nesse ramo.

A Conclusão e o Relatório Final

bloco_de_notas

Após todas as etapas citadas, nos certificamos que a cliente receberia um documento completo com todos os estudos realizados. Então, fizemos a compilação dos dados analisados e das sugestões da equipe do projeto em um relatório final. De forma que, a partir dos direcionamentos e das informações compiladas e analisadas, o Ruberlandio pôde ter em mãos todos os insumos necessários para realizar seus dois grandes sonhos. Ou seja, o relatório apresentou todo o conteúdo que o cliente deve utilizar para norteá-lo nesse processo de abertura da indústria.

Já pensou em abrir sua própria fábrica? Tem interesse no ramo em constante crescimento de sucos e polpas? Não hesite, assim como Ruberlandio, em entrar em contato com a Mult para ter uma equipe especializada e disponível para ajudar a tirar suas ideias do papel.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Vem falar com a gente! Clique no botão “Whatsapp” e converse agora mesmo com um de nossos consultores.

 

Classifique este post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *