fbpx

Saiba como ajudamos nosso cliente a produzir ativos com componentes da cebola

cebola para cosméticos

A cebola é um dos ingredientes mais utilizados no dia a dia da cozinha brasileira. Entretanto, ela possui diversas propriedades que possibilitam o seu uso no mundo dos cosméticos. A cebola pode ser uma ótima aliada nos cuidados com a pele e cabelo. Tendo ciência disso, nosso cliente desejava investir nessa oportunidade, em ativos cosméticos capilares, com foco em combater a queda capilar. Foi pensando nisso que ele, então, nos procurou para ajudá-lo a indicar os caminhos para concretizar essa ideia.

Sobre a empresa/cliente

A Amanter é uma empresa referência em ativos cosméticos e fragrâncias, situada em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Os ativos cosméticos são os componentes responsáveis pela ação característica de cada cosmético, ou seja, pelos benefícios proporcionados pelo produto. O objetivo da empresa é vender esses ativos que são utilizados pelos seus clientes em cosméticos como shampoos e condicionadores, que são, então, consumidos pelo cliente final.

Devido à excelência na produção e no atendimento, a Amanter já conquistou boa confiabilidade e credibilidade no mercado e está sempre em busca de inovação, já tendo realizado outros dois projetos com a Mult para esse auxílio em pesquisas inovadoras.

 Desafios 

A fim de possibilitar essa produção de ativos inovadores seria necessário superar alguns desafios. O primeiro deles era entender a fundo a composição da cebola e das suas propriedades, de forma a confirmar a intenção do cliente de utilizá-la como combate à queda capilar.

O segundo desafio era entender como lidar com o odor da cebola no cosmético.

O terceiro desafio era compreender que outros componentes poderiam ser utilizados em combinação com o extrato da cebola, de forma a compor o blend, intensificando as propriedades desejadas.

O quarto desafio era saber como poderia ser realizada a produção do ativo em escala mais ampla, quais as etapas necessárias para isso, bem como se haveriam etapas extras dos ativos comumente realizados pela empresa.

Assim, o cliente procurou a Mult para ajudá-lo a superar esses desafios e tirar seu sonho do papel.

Análise inicial

Nosso foco foi entender qual era o objetivo da Amanter para então analisarmos como poderíamos ajudar a alcançá-lo. Para isso, buscamos compreender quais as aplicações desejadas do cosmético como também realizamos um diagnóstico a respeito das dores que existiam na aplicação da ideia de começar a produção. Tal entendimento ocorreu ao longo do contato com o cliente, por meio de ligações e mensagens, sem qualquer custo inicial. 

Já durante a negociação, o cliente deixou claro suas restrições e focos, como exemplo a importância para ele que o produto tivesse um cheiro agradável, em contrapartida ao odor natural da cebola. Com isso, propusemos um projeto com foco em estudo de componentes e de técnicas a serem utilizadas para minimizar esse odor.

Solucionando o Problema

Para superar os desafios que o cliente apresentou, com as devidas restrições e focos desejados, montamos um projeto de estudo de viabilidade e inovação, tendo como noção de sucesso a indicação da viabilidade da produção dos ativos cosméticos. Realizamos isso através de uma série de etapas que vamos detalhar a seguir:

1. Pesquisa bibliográfica sobre o produto

O primeiro passo do projeto foi entender melhor o produto, em termos gerais, de consumo, disponibilidade e durabilidade. Para isso, foi feita uma pesquisa de marcas existentes no mercado, tanto de ativos cosméticos – buscando informações como composição, faixa de utilização,embalagem utilizada, validade e preço – bem como de produtos de uso final do cliente, como shampoos e condicionadores, de forma a perceber a tendência de utilização no mercado. Dessa maneira, esses dados foram coletados e utilizados em etapas seguintes do projeto.

2. Estudo da matéria prima e suas propriedades

Nessa etapa, realizamos  um estudo de todos os constituintes da cebola e suas propriedades, com foco na identificação dos principais benefícios ao cabelo. 

Nesse cenário, tivemos o foco em analisar a aplicação da cebola no combate à queda capilar, compreendendo como cada componente dela poderia atuar nisso, bem como foram pesquisados diversos artigos que confirmam esse uso da cebola atrelado a alopecia.

Concomitantemente, foram estudadas maneiras de neutralizar o odor natural da cebola. Com essa pesquisa, percebemos componentes que poderiam ser adicionados ao blend ativo para a amenização do odor, bem como técnicas de produção a serem utilizadas. Assim,as etapas posteriores tiveram o foco em desenvolver como o cliente poderia aplicar isso.

2. Estudo de normas

Em seguida, realizamos um estudo de normas abrangendo leis relativas à composição e produção. Nessa etapa, então, foi estudada a legislação referente aos possíveis componentes do blend ativo, de forma a compreender quais podem ser utilizados e quais as quantidades limites segundo a norma. Nessa lógica, também identificamos regulamentações de ativos e normas referentes à produção, com foco em boa prática.

3. Estudo de componentes

Nessa etapa, ocorreu o estudo de outros ingredientes e aditivos que, juntamente com o extrato da cebola, pudessem potencializar os benefícios ao cabelo, com foco no crescimento, força e ação antiqueda. Com isso, diversos componentes foram estudados, analisando suas propriedades, bem como limitações que poderiam apresentar, para selecionarmos, posteriormente, aqueles que faziam mais sentido na composição do blend.

4. Estudo do processo produtivo

Nessa etapa, foi feito estudo da produção do extrato vegetal à base de cebola para a Amanter, levando em consideração as etapas componentes desse processo produtivo, os maquinários necessários, bem como desejos e limitações da cliente, como o objetivo de produzir um extrato de alta qualidade e concentração, com odor agradável para ser usado no blend.

5. Definição de faixa de proporção 

A partir das etapas anteriores de entendimento da matéria prima e estudo de componentes, definimos, então,  definiu-se, então, o blend final (ativo cosmético), com as faixas de utilização de cada ingrediente. Para isso, foram consideradas as principais propriedades dos componentes e sua possível interação com o extrato da cebola.

6. Estudo de teste de eficácia

Por último, devido a um desejo da cliente acordado durante a negociação, realizamos um levantamento de empresas realizadoras de teste de eficácia. O ativo cosmético a ser produzido pela Amanter se enquadra num produto cosmético de grau 2, pois são produtos que atestam alguma eficácia, no caso a antiqueda capilar. Dessa forma, é necessário uma validação dessa eficácia antes do lançamento no mercado.

Assim, foi feito um estudo sobre como esses testes funcionam e a sua importância, bem como um levantamento de empresas que fazem esse teste, levando em consideração principalmente as suas localizações.

Conclusão

O projeto realizado proporcionou ao nosso cliente o ponto de partida necessário para desenvolver seus ativos cosméticos inovadores. Assim como a Amanter, você também pode descobrir o melhor caminho para desenvolver seu produto. Então, se você também tem esse interesse, não deixe de entrar em contato com um de nossos consultores!

Classifique este post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.