fbpx

Como fazer kombucha do zero?

kombucha

bebida e copoCom o grande crescimento da procura por uma alimentação mais saudável,  o consumo de bebidas fermentadas está em alta. Dentre essas bebidas, uma das que mais se destaca é a kombucha. Ela é uma bebida fermentada e gaseificada, além de completamente natural. Para fazer kombucha é possível utilizar chás, como da Camellia sinensis (ou chá-da-índia), ou sucos, sempre na presença de açúcar. Seu grande diferencial é o fato de ser uma bebida probiótica, apresentando diversos benefícios para as pessoas.

Não é difícil fazer Kombucha, podendo se produzir de forma caseira e com materiais acessíveis. Entretanto, é preciso se atentar a alguns pontos, como sabor, validade e teor alcoólico. Além disso, com o interesse crescente do mercado por alimentos saudáveis, a bebida figura como uma grande oportunidade de investimento.

Quer saber como desenvolver uma kombucha de sucesso? Descubra a seguir o que se deve fazer.

Como fazer Kombucha?

Seja para uso pessoal ou para investir neste mercado promissor, dominar a produção da bebida é essencial. Inicialmente, para fazer kombucha é necessário possuir o scoby (cultura de bactérias e leveduras), que será responsável pela fermentação. Logo após, deve-se inseri-lo em um pote de vidro com o chá escolhido já preparado, e o açúcar. Para 1 litro de chá, utiliza-se cerca de meia xícara de açúcar. 

armazenagem_mercadoriaAlém disso, é preciso deixar o líquido mais ácido e garantir uma boa circulação de ar durante a fermentação. Para acidificar, pode-se utilizar 2 colheres de vinagre ou cerca de 100 mL da bebida pronta (após sua primeira produção). Então, deve-se armazenar a mistura em um local com abrigo do sol. É importante que o pote seja coberto por um pano limpo, não sendo indicado a utilização de uma tampa.

Aspectos Importantes

Dessa forma, a produção de kombucha é bastante simples. Ainda assim, é preciso se ater a alguns pontos para deixar sua bebida mais personalizada. Além disso, conferir um diferencial a sua kombucha pode ser muito importante, para caso deseje investir neste ramo. Dentre os aspectos mais relevantes estão:

Acidez

O primeiro ponto em relação ao sabor é a acidez. Desse modo, o momento ideal para consumo da Kombucha é quando se percebe a perda da doçura da bebida. Logo depois, quanto mais tempo se estende a fermentação, mais ácida a kombucha se torna. O momento ideal para finalizar este processo pode, inclusive, variar de acordo com o gosto do consumidor. Esta variação pode gerar diferentes linhas de bebidas também, ao se considerar a comercialização. 

Caso a bebida fermente demais, o que pode ocasionar um gosto de vinagre, pode-se adicionar mais chá doce à mistura. Além disso, uma possibilidade seria a produção de outros produtos com esta bebida, como o vinagre de kombucha.

Saborização

Outro ponto de atenção no sabor, e um dos jeitos mais efetivos para personalizar sua bebida, é a saborização. Após a primeira fermentação é possível adicionar aromas à bebida. Para isso, se adiciona a kombucha pronta em um vasilhame plástico, como uma garrafa PET, com determinada fruta ou suco. Além disso, combinações entre sabores diferentes podem criar e se combinar com diferentes tempos de fermentação. 

garrafa de refrigeranteOutro impacto da segunda fermentação é a carbonatação da bebida, conhecida também como gaseificação. Esse segundo processo deixará sua bebida levemente gaseificada, se assemelhando a um refrigerante. Essa característica gera um impacto na apresentação da kombucha, que pode se oferecer como um substituto natural ao refrigerante

Validade

Vários aspectos podem interferir na validade da kombucha, como o modo que ela é produzida e os ingredientes utilizados. Para garantir o máximo de duração da bebida, deve-se utilizar utensílios sempre limpos e realizar um tempo de fermentação adequado. Também é importante evitar manipular a bebida com utensílios metálicos, sobretudo quando não forem de INOX. 

Para fazer kombucha com o objetivo de comercialização o cuidado com a validade deve ser ainda maior. Para isso, devemos empregar as embalagens ideais, e assegurar que as garrafas estão estocadas em um ambiente correto. Alguns aditivos alimentares, que podem ser naturais inclusive, também podem ser utilizados, para garantir uma maior duração. Além disso, tais aditivos serão responsáveis por garantir que as características da bebida sejam mantidas ao longo do tempo

Teor alcoólico

teor alcoólicoDurante a produção da Kombucha é formada uma pequena quantidade de álcool. Apesar de ser pouco perceptível, é possível aumentar este teor alcoólico, produzindo  um novo tipo de bebida. A kombucha alcoólica é uma bebida que vem ganhando mercado e apresenta grande potencial. Quando ela é combinada com as possibilidades de se saborizar/gaseificar a bebida, se torna possível criar vários  produtos diferentes

Conclusão

A produção de kombucha envolve vários fatores. Desse modo, ela pode ser feita de maneira simples e caseira, ou elaborada com foco na comercialização. Em ambos os casos, o importante é personalizar a bebida para se atingir o produto desejado. Sendo assim, com a possibilidade de possuir vários sabores e características únicas, esta bebida se mostra uma grande opção de investimento. Ficou interessado em fazer kombucha, e até abrir o seu próprio negócio da bebida? Veja como ajudamos nosso cliente a concretizar seu sonho de produzir kombuchas alcoólicas ou entre em contato com nossos consultores.

Bruno Eduardo Lopes

Classifique este post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.