fbpx

Saiba Como Montar Uma Fábrica de Sorvetes

Sabores de sorvete e duas casquinhas
Taça com três bolas de sorvete

Abrir uma fábrica de sorvetes é uma opção rentável para quem pretende investir em um novo negócio. O mercado brasileiro tem expandido, e hoje já é o sexto maior produtor do mundo. Concomitantemente, o consumo de sorvetes no Brasil, segundo pesquisa do Mintel, ampliará cerca de 81% até 2020. Tal fato potencializa investimentos no setor, já que existe uma infinidade de sabores e ingredientes. Assim, esse ramo abre uma gama de possibilidades de produção. 

Quer abrir uma fábrica de sorvetes? Conheça o que você precisa saber e quais as tendências desse setor. 

Como Montar Sua Indústria

Montar uma indústria de sorvetes é uma ótima oportunidade para ganhar dinheiro. Entretanto, é necessário que todo investimento seja bem pensado e organizado para obter sucesso. Veja quais os principais pontos a serem pensados na hora de montar sua fábrica de sorvetes.

Planejamento

Para começar qualquer tipo de negócio o planejamento é crucial. Com uma boa organização, a execução do projeto poderá ser muito mais fácil e trazer bons resultados. Para isso, é interessante fazer uma pesquisa de mercado, a fim de conhecer marcas e produtos que já estão consolidados. Outra ponto é a localização, é importante que a fábrica esteja perto do mercado consumidor e dos fornecedores.

Estruture Bem a Sua Fábrica 

Ícone fábrica de sorvete

Para um bom funcionamento da fábrica são necessárias algumas subdivisões como a área de produção, onde estarão os equipamentos e, se possível, o estoque; o atendimento, local para ter contato com os clientes; e a administração, não precisa ser uma área grande, basta ter espaço para atividades administrativas. Toda essa estrutura deve ser pensada para criar um Layout Industrial capaz de otimizar a produção.

Maquinário

Para que a fábrica funcione da melhor maneira possível os equipamentos são indispensáveis. As máquinas mais comuns na produção de sorvetes são a balança, batedeira, embalador, freezer, maturador, fogão industrial e liquidificador industrial.

Existem várias opções de cada um dos equipamentos, algumas com preços mais acessíveis e outras são mais caras, usualmente destinadas à fábricas maiores. Assim, é interessante buscar entender qual é o seu tipo de segmento industrial para poupar gastos e potencializar rendimentos.

Matéria-Prima e Mercadoria

Garrafa e copo de leite

A matéria-prima do sorvete em geral é leite, açúcar, gordura, água, aromatizantes, estabilizantes e emulsificantes. Porém, é necessário ter bom senso quanto a quantidade. A produção e a venda serão prejudicadas pela falta de mercadorias, já o excesso dela seria como deixar dinheiro parado. Assim, é fundamental ter um equilíbrio de acordo com a oferta e a procura para ter uma boa gestão do estoque. Três fatores são indicativos desse equilíbrio:

  • Giro dos estoques: indicador do número de vezes em que o capital investido em estoque é recuperado pelas vendas;
  • Cobertura dos estoques: mostra o período de tempo que o estoque consegue cobrir as vendas futuras;
  • Nível de serviço ao cliente: demonstra o número de oportunidades perdidas, por falta de mercadoria em estoque, ou de prontidão na execução do serviço.

Exigências Legais  

Para abrir uma fábrica de sorvetes, assim como qualquer indústria, é necessário atentar-se a alguns requisitos jurídicos. Portanto, é preciso seguir alguns procedimentos formais, como: 

  • Registro na Junta Comercial;
  • Cadastro junto à CAIXA Econômica Federal no sistema ‘’Conectividade Social – INSS/FGTS’’;
  • Inscrição na Prefeitura Municipal, para obter o alvará de funcionamento;
  • Registro na Secretaria da Receita Federal (CNPJ);
  • Registro no Corpo de Bombeiros Militar

Além de tudo isso, vale frisar a importância das regras de proteção ao consumidor, estabelecidos pelo Código de Defesa ao Consumidor. Para tal, é primordial confeccionar um Manual de Boas Práticas de Fabricação, documento obrigatório exigido pela ANVISA.

Entenda o Processo Produtivo

Para iniciar nesse ramo, uma linha de produção bem definida e compreendida é fundamental. Esse pode ser um processo longo, já que uma produção de sorvetes conta com etapas como pesagem da calda, pasteurização, congelamento, etc. Entretanto, o auxílio de uma consultoria para um Planejamento Industrial pode potencializar os seus processos e os lucros. Além disso, vale ressaltar que é importante otimizar os processos para produzir mais e de maneira mais eficiente.

Investimento e Rentabilidade

Ícone quatro estações

Investir em uma fábrica de sorvetes pode ter diferentes rentabilidades dependendo do clima e região. Com isso, de acordo com o SEBRAE, em climas quentes um produto refrescante é naturalmente mais aceitável, o que trará maior renda. Entretanto, em climas frios, é normal que a demanda se concentre nos cinco meses mais quentes do ano.

Tendo isso em vista, percebe-se a importância de um estudo detalhado do público estimado para que não haja perda de capital. Sendo assim, adicionar esse estudo ao orçamento de maquinário e imóvel pode dar uma boa margem para o investimento ideal.

Tendências

Ícone frutas e vegetais

O mercado brasileiro está em expansão, mas o principal empecilho para isso é uma barreira cultural fortíssima. Aqui é comum, por exemplo, a famosa desculpa ‘’não tomar sorvete para não gripar’’, o que é um mito. Sendo assim, é necessário pensar em formas de desvincular sorvetes da visão cultural vigente. Portanto, estudar tendências e buscar inovar são duas propostas bem-vindas.

Com isso, algumas tendência observadas atualmente são: 

  • Sabores inesperados – Tente investir em gostos inusitado, que chamem a atenção do cliente, como maçã verde, xarope de maple, etc. 
  • Combinações ousadas – As sorveterias têm se assemelhado cada vez mais com restaurantes. Por isso, produzir sorvetes de algodão doce ou outras junções inovadoras podem ser um bom atrativo.
  • Nicho Fitness – Calorias e gordura espantam clientes. Investir em matéria prima orgânica e estudar processos produtivos para produtos com poucos aditivos e açúcar pode ser um bom diferencial.
  • Nicho Vegano – O veganismo tem expandido cada vez mais, e os fabricantes de sorvetes têm que acompanhar esse mercado. Portanto, adaptar-se a um mercado vegano implica em estudar métodos rentáveis de substituir matérias-primas animais, como o leite, de modo a atingir esse mercado.

Conclusão

Por fim, pode-se perceber que esse mercado é um dos com maior rentabilidade do país. E, além disso, dá espaço para inovação e uma variedade de matérias-primas. Tendo isso em vista, investir em uma fábrica de sorvetes é algo viável. Entretanto, como dito anteriormente, montar uma fábrica é algo que requer conhecimento para se evitar riscos. Portanto, uma consultoria especializada pode ser a melhor opção para você encontrar o melhor investimento possível. Quer abrir uma fábrica de sorvetes? Entre em contato com algum dos nossos consultores!

Por Bruno José Rocha e Thales Nunes

Classifique este post!

2 comentários em “Saiba Como Montar Uma Fábrica de Sorvetes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *